A preto e branco

Cansei-me de ouvir as pessoas a falar sobre o que sinto. Na verdade, deviam de se preocupar sobre o que eu não sinto. Ainda não descobri se é por falta de oportunidade, capacidade ou se é uma maneira de me proteger de mais uma ferida.
Parece que vivo num mundo a preto e branco em que tudo advém de uma profunda racionalização, no fundo eu sei que posso sentir, só não sei se é com o coração.
Queria eu saber amar com facilidade...

Uma folha em branco

Já foram tantas as histórias de amor que desfolhei. Já ouvi declarações enternecedoras e sei de segredos intocáveis. Sou testemunha de grandes amores e porto seguro de alguns navegadores.
Por um lado é bom sentir toda esta confiança, toda esta felicidade vinda da parte de alguém de queremos felizes, mas por outro acarreta a tristeza de não ser possuidora de uma história assim.